A salvação que Jesus Cristo conquistou para nós não pode ser comprada com 10% mensais de seu salário...

quarta-feira, 18 de maio de 2011

DÍZIMO, A GRAXA (NÃO GRAÇA) QUE FAZ A ENGRENAGEM DA “RELIGIÃO” FUNCIONAR.


Eu só gostaria de entender, o por que nenhum “grande teólogo”ou “líder religioso”se levanta contra esta grande farsa.

Propagada pela “igreja” chamado dízimo,porque será???

Vamos então responder algumas perguntas que insistem em não se calar:

1-O Dízimo é Bíblico???

R:Sim é lógico que ele é Bíblico,pois ele esta na Bíblia.

2-O Dízimo é para a igreja?

R: Não,pois a igreja pertence a dispensação da GRAÇA, não a dispensação da lei.

3-Mas o dízimo não foi instituído antes da lei? Por isto ele permanece após a lei?

R: Não!, pois existem mais de 300 preceitos que já existiam antes da lei,que foram sancionados pela lei dada a Moisés, e que perduraram até Cristo,mas o único preceito da lei que permaneceu foi o dízimo; por que será?

Exemplos: sacrifícios de animais, circuncisão, guarda do sábado, primogenitura (só para citar alguns mais conhecidos) que foram abolidos pelo Cristianismo.

Vamos então analisar este assunto aos olhos da graça,vamos deixar o velho testamento para traz e seguir adiante para quem que a lei e os profetas apontavam Cristo.

E a revelação de Deus ao homem na pessoa de Jesus só nos é apresentada no novo testamento.

E baseando-se nesta parte das Escrituras e que vamos examinar o dízimo dentro da dispensação da Graça.

Em todo o novo testamento o dízimo só aparecem 4(quatro) vezes,isto mesmo,não se assuste,imaginar um assunto que é pregado com tanta ênfase dentro das instituições religiosas

Ser tão pouco destacado por aqueles que escreveram as Sagradas Escrituras (pois sabemos que o autor é o Espírito Santo).

A primeira passagem que se encontra no novo testamento esta em Mateus 23:23.

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e tendes negligenciado os preceitos mais o mais importante da lei, a justiça, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas”.

Este texto se repete em Lucas 11:42, só que ali Lucas enfatiza que eles (os fariseus) desprezavam a justiça e o amor de Deus..

O texto é bem claro em Mateus, Jesus diz que o dízimo é um preceito da lei.

Em Lucas, ele diz que os fariseus desprezavam a justiça é o amor de Deus.

Pois o dízimo não faz que uma pessoa seja mais justa ou mais merecedora do amor de Deus.

Lembrando que Jesus estava dirigindo estas palavras aos Judeus legalistas que viviam debaixo da dispensação da lei.

Como o próprio Jesus (como Judeu) estava ainda debaixo da dispensação da lei: "Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir." (Mateus 5 : 17)

O fim da lei só se consumou com a morte de Cristo na cruz,quando o véu do santíssimo lugar foi rasgado de cima a baixo,dando livre acesso a todo aquele que crê.

Como nos explica o autor do livro de Hebreus: Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.(Hebreus 4:16).

"Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê." (Romanos 10 : 4).

A terceira vez que o dízimo é citado no novo testamento se encontra em uma parábola de Jesus em Lucas 18:12, a parábola do fariseu e o publicano, preste muita atenção neste texto:

E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros:

Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.

O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.

Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.

O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!

Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.

Aqui a ênfase era na hipocrisia da auto-justificação, pessoas que se acham merecedoras das bênçãos de Deus, simplesmente por que cumpriram algum tipo de ritual religioso, devemos sempre lembrar que não somos merecedores de nada, somente do fogo do inferno, que tudo até mesmo nossa salvação e fruto da graça e do amor de Deus.

Eu sempre percebi que esta atitude de “pagar”o dizimo esta associada a algum tipo de troca,a pessoa entrega sua “oferta”e depois Deus fica “obrigado” de abençoá-la.

Deus deixa isto bem claro na passagem mais citada pelos “cristãos” João 3:16: Pois Deus AMOU o mundo de tal maneira,que DEU,seu filho unigênito,para que todo que nele crê,não pereça,mas tenha a vida eterna.

Deus nos DEU JESUS, não vendeu ou alugou ou emprestou,Mas DEU.

Em Romanos 8:32, a palavra é bem mais enfática: Aquele que não poupou seu próprio filho,antes,por nós o entregou,não nos dará graciosamente com Ele todas as coisas que necessitamos.

Uma pergunta que sempre faço, como se deve algo a Deus,sendo que Cristo já pagou toda nossa dívida na cruz do calvário?

Ou vocês não conhecem Colossenses 2:14: Tendo cancelado o escrito de dívida que era contra nós e que constava de ordenanças,o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, cravando-a na cruz.

Jesus não pagou 90% das nossas dívidas, para que você continue pagando os outros 10% pelo resto de sua vida,Ele pagou foi 100% de nossas dívidas para com Deus.

Agora o texto que os tantos de defensores do dízimo,usam para avalizar seus argumentos,é o mesmo que usarei para colocar uma pá de cal uma vez por todas nesta mentira.

A quarta passagem Bíblica sobre o dízimo se encontra em Hebreus capitulo 7:

1 PORQUE este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou;

2 A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz;

3 Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre.

4 Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos.

5 E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão.

6 Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas.

7 Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior.

8 E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive.

9 E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos.

10 Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro.

11 De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão?

12 Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei.

13 Porque aquele de quem estas coisas se dizem pertence a outra tribo, da qual ninguém serviu ao altar,

14 Visto ser manifesto que nosso Senhor procedeu de Judá, e concernente a essa tribo nunca Moisés falou de sacerdócio.

15 E muito mais manifesto é ainda, se à semelhança de Melquisedeque se levantar outro sacerdote,

16 Que não foi feito segundo a lei do mandamento carnal, mas segundo a virtude da vida incorruptível.

17 Porque dele assim se testifica: Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque.

18 Porque o precedente mandamento é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade

19 (Pois a lei nenhuma coisa aperfeiçoou) e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus.

20 E visto como não é sem prestar juramento (porque certamente aqueles, sem juramento, foram feitos sacerdotes,

21 Mas este com juramento por aquele que lhe disse: Jurou o Senhor, e não se arrependerá; Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque),

22 De tanto melhor aliança Jesus foi feito fiador.

23 E, na verdade, aqueles foram feitos sacerdotes em grande número, porque pela morte foram impedidos de permanecer,

24 Mas este, porque permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo.

25 Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.

26 Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;

27 Que não necessitasse, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez, oferecendo-se a si mesmo.

28 Porque a lei constitui sumos sacerdotes a homens fracos, mas a palavra do juramento, que veio depois da lei, constitui ao Filho, perfeito para sempre.

Aqui se trata de uma analogia entre o sacerdócio de Jesus e o de Melquisedeque, não de cobrança de dízimo,que alias e deixado bem claro no texto que o mesmo(dízimo) era um atributo da lei,que foi ab-rogada pelo sacerdócio eterno de Cristo.

Infelizmente percebo que hoje, a “ igreja” tem anulado a GRAÇA de Cristo e,a maioria tem se transformado em uma cópia carbono (e bem mau feita) do Judaísmo;

Cada uma tem seu TEMPLO, seus sacerdotes (ou sumo-sacerdotes, os “apóstolos modernos”)e seus rituais e sacrifícios(dízimos e ofertas).a serem cumpridos.

Mais o que acho mais irônico, é o fato da igreja propagar aos quatros cantos da terra,que,Deus ama o pecador,a prostituta,o homossexual ,o ladrão etc..

Mas quando o “perdido” passa a ser “achado”,quando ele é liberto do império das trevas e transportado para o reino do Filho de Deus.

Ele deixa de ser amado, e tem quem lutar para ser merecedor deste amor,e pior ainda corre o risco de ser amaldiçoado,por “aquele”a quem lhe disseram que o amava;

Caso não pague o dízimo.

O pecador passa de escravo de um sistema para ser escravo de outro sistema.

GRAÇA significa: favor imerecido, dádiva,benevolência,presente.etc..etc...

GRAÇA é quando Deus nos dá aquilo que não merecíamos receber, misericórdia é quando Deus não nos da o que merecíamos receber.

Só um aviso àqueles que tem anulado a graça de Cristo sobre as vidas de outras pessoas:

Gálatas 1:

6 Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho;

7 O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.

8 Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.

9 Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.

E despeço com o versículo 10 do capitulo 1 de Gálatas.

Porventura, persuado eu, agora, a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.

Como a Igreja verdadeira vai subsistir?

R: Com as ofertas de amor e alegria,de um coração cheio de GRAÇA,de irmãos dirigidos pelo Espírito Santo.

Alexandre Barbado.

Obs: para um maior entendimento sobre o assunto leiam

O engano cavalgando a verdade: Venefredo Barbosa Vilar

Dizimo e Graça: Antonio Vergílio Vicente

Dízimo, a galinha dos ovos de ouro da igreja,a mentira contada ha 2000 anos.

10 comentários:

  1. GENESIS 14 DIZ fala do Dizimo dado por Abraão a Melquisedeque, rei de Salém.Abrão afirma ser o dízimo de Melquisedeque no versículo 23.
    Vejam que Abraão diz que não tomaria nada do que pertencia a Melquisedeque, ele estava falando do dízimo,hEBREUS 7:2, 7:11 e 7:21:
    Ora meus caros, se Abraão dizimou a Melquisedeque,o sacerdócio de Cristo eterno, sem dúvida o dízimo continua, de forma necessária para que o Reino de Cristo seja anunciado ao mundo.
    A lei antiga foi ab-rogada, no entanto, existe um novo dízimo, aceito por Melquisedeque.
    Meus caros irmãos, se vocês se consideram filhos de Abraão e seguem o novo Sacerdócio segundo a ordem de Melquisedeque, Jesus Cristo, passem a dizimar sem medo, o dízimo continua, todavia, deve ser dado com amor, com liberdade, com fé. Se você acredita que o dízimo é mentira
    de 2000 anos, possivelmente, você não acredita no novo sacerdócio segundo a ordem de Melquisedeque, em jesus Cristo. Lembrem-se,
    Melquisedeque aceitou o dízimo e abençoou Abraão.
    Leiam Gênesis 14 e HEBREUS 7, conhecerão a verdade.
    Todavia,os pastores não devem ficarem ricos com o dinheiro dos fiéis, quem faz isso rouba a DEUS, têm dois senhores, Deus de Abraão e deus chamado dinheiro(obra de satanás),Mateus 6, 24; Colossenses 1: 15-20 ; Marcos 10: 29-30 e HEBREUS 7.
    Portanto, o dízimo continua, pertence ao Melquisedeque eterno, Jesus Cristo, acredite, veja com os olhos do espírito santo, não esqueça de amar ao próximo e de fazer o bem a quem necessita, não sirva ao deus dinheiro, mas ao Altíssimo Deus de Abraão.
    A Bíblia Sagrada Tradução na linguagem atual diz:”no caso dos sacerdotes, a décima parte é recebida por homens que um dia vão morrer. Mas, no caso de Melquisedeque, como dizem as Escrituras Sagradas, a décima parte foi recebida por alguém que continua vivo”.
    Por acaso sabeis quem recebeu a décima parte e continua vivo? Sem dúvida, jesus Cristo. Dessa feita, continua doando a décima parte ao
    que vive e reinará para sempre.
    Todavia, se alguns falsos profetas cobram dízimo para ficarem ricos,ao invés de pregar a salvação em cristo jesus, não aplicam os Recursos arrecadados na obra do Deus Altíssimo,NA CARIDADE,mas tentam construir reinados na terra por meio do Evangelho, inclusive vivendo e compartilhando a corrupção com os reis da terra, fazendo política, criando partido
    político, juntando a luz com a escuridão(veja que absurdo, desde o princípio a luz foi separada da escuridão, a luz é Jesus, a escuridão o deus desse mundo, o diabo, Gênesis 1:4) com certeza serão julgados por isso,SEGUNDO Apocalipse 3, 17-18.
    E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas Gênesis 1:4
    Prezados, não tem associação a luz com a escuridão. Sirvam ao único Deus por meio de Cristo, viva nesse mundo, porém, não Compartilhem com as coisas escuras da corrupção, não construam reinados na terra,
    tampouco tesouros, façam o bem, ame ao próximo como a si mesmo, ame a Deus e a Jesus Cristo acima de qualquer coisa. Leiam 2 ° Corintios
    6:14-18
    “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com
    as trevas?(...)Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei;
    Continua doando ao Melquisedeque que vive, faça caridade,conforme Hebreus 7:8.
    Os homens, Levíticos que receberam o dízimo antigo morreram, assim como a lei antiga e o sacerdócio dos levitas. Porém, Melquisedeque vive, Abraão afirmou que não focaria com o que não era dele, ou seja, com o Dízimo dado a Melquisedeque. Ora, se o Pai Abraão fez isso, afirmou tal coisa, como posso negar a continuidade do dízimo, sendo que aquele que recebeu vive, tem o sacerdócio eterno. Portanto, um novo sacerdócio, uma nova lei, um novo dizimo, gênesis 14:23 e Hebreus 7:8-12.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. GENESIS 14 DIZ fala do Dizimo dado por Abraão a Melquisedeque, rei de Salém.Abrão afirma ser o dízimo de Melquisedeque no versículo 23.
    Vejam que Abraão diz que não tomaria nada do que pertencia a Melquisedeque, ele estava falando do dízimo,hEBREUS 7:2, 7:11 e 7:21:
    Ora meus caros, se Abraão dizimou a Melquisedeque,o sacerdócio de Cristo eterno, sem dúvida o dízimo continua, de forma necessária para que o Reino de Cristo seja anunciado ao mundo.
    A lei antiga foi ab-rogada, no entanto, existe um novo dízimo, aceito por Melquisedeque.
    Meus caros irmãos, se vocês se consideram filhos de Abraão e seguem o novo Sacerdócio segundo a ordem de Melquisedeque, Jesus Cristo, passem a dizimar sem medo, o dízimo continua, todavia, deve ser dado com amor, com liberdade, com fé. Se você acredita que o dízimo é mentira
    de 2000 anos, possivelmente, você não acredita no novo sacerdócio segundo a ordem de Melquisedeque, em jesus Cristo. Lembrem-se,
    Melquisedeque aceitou o dízimo e abençoou Abraão.
    Leiam Gênesis 14 e HEBREUS 7, conhecerão a verdade.
    Todavia,os pastores não devem ficarem ricos com o dinheiro dos fiéis, quem faz isso rouba a DEUS, têm dois senhores, Deus de Abraão e deus chamado dinheiro(obra de satanás),Mateus 6, 24; Colossenses 1: 15-20 ; Marcos 10: 29-30 e HEBREUS 7.
    Portanto, o dízimo continua, pertence ao Melquisedeque eterno, Jesus Cristo, acredite, veja com os olhos do espírito santo, não esqueça de amar ao próximo e de fazer o bem a quem necessita, não sirva ao deus dinheiro, mas ao Altíssimo Deus de Abraão.
    A Bíblia Sagrada Tradução na linguagem atual diz:”no caso dos sacerdotes, a décima parte é recebida por homens que um dia vão morrer. Mas, no caso de Melquisedeque, como dizem as Escrituras Sagradas, a décima parte foi recebida por alguém que continua vivo”.
    Por acaso sabeis quem recebeu a décima parte e continua vivo? Sem dúvida, jesus Cristo. Dessa feita, continua doando a décima parte ao
    que vive e reinará para sempre.
    Todavia, se alguns falsos profetas cobram dízimo para ficarem ricos,ao invés de pregar a salvação em cristo jesus, não aplicam os Recursos arrecadados na obra do Deus Altíssimo,NA CARIDADE,mas tentam construir reinados na terra por meio do Evangelho, inclusive vivendo e compartilhando a corrupção com os reis da terra, fazendo política, criando partido
    político, juntando a luz com a escuridão(veja que absurdo, desde o princípio a luz foi separada da escuridão, a luz é Jesus, a escuridão o deus desse mundo, o diabo, Gênesis 1:4) com certeza serão julgados por isso,SEGUNDO Apocalipse 3, 17-18.
    E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas Gênesis 1:4
    Prezados, não tem associação a luz com a escuridão. Sirvam ao único Deus por meio de Cristo, viva nesse mundo, porém, não Compartilhem com as coisas escuras da corrupção, não construam reinados na terra,
    tampouco tesouros, façam o bem, ame ao próximo como a si mesmo, ame a Deus e a Jesus Cristo acima de qualquer coisa. Leiam 2 ° Corintios
    6:14-18
    “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com
    as trevas?(...)Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei;
    Continua doando ao Melquisedeque que vive, faça caridade.Conforme Hebreus 7:8.Os homens, Levíticos que receberam o dízimo antigo morreram, assim como a lei antiga e o sacerdócio dos levitas. Porém, Melquisedeque vive, Abraão afirmou que não focaria com o que não era dele, ou seja, com o Dízimo dado a Melquisedeque. Ora, se o Pai Abraão fez isso, afirmou tal coisa, como posso negar a continuidade do dízimo, sendo que aquele que recebeu vive, tem o sacerdócio eterno. Portanto, um novo sacerdócio, uma nova lei, um novo dizimo, gênesis 14:23 e Hebreus 7:8-12.

    ResponderExcluir
  4. A CONTRIBUIÇÃO TEM QUE SER PROPORCIONAL AOS RENDIMENTOS
    1. Paulo nos informa no mesmo texto que "cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade".Olhando por este prisma, entendemos a justiça de Deus; Quem ganha muito deve dar muito, quem ganha pouco deve dar pouco. Por esta razão o dízimo era no A.T., e é no N.T., uma forma de estabelecermos a "justiça de Deus".
    De acordo o explanado, há três aspectos importantes relacionados ao dízimo:
    a. A contribuição deve ser voluntária,
    b. A contribuição deve ser metódica,
    b. A contribuição deve ser proporcional aos rendimentos.
    Para sermos abençoados de acordo com Ml 3.10, é necessário que obedeçamos a estes princípios. Se você não os têm observado, é provável que sua vida financeira esteja um caos, e a única forma de você ser abençoado, é você praticar a doutrina do dízimo.
    Relembre Ml 3.10, "Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança".

    PERGUNTAS QUE OS ANTIDIZIMISTAS PRECISAM RESPONDER

    1- Onde consta na bíblia jesus ou os apóstolos afirmando que os cristãos não deveriam dizimar?
    2- Como fazer a pregação ao mundo sem ajuda financeira?
    3- Quem se dedica exclusivamente a pregação merece ser recompensado?
    4- Contribuir segundo a sua prosperidade não significa doar um percentual?
    Faço questão de deixar meu comentário nessa pergunta. Um cristão “A” tinha um patrimônio em 2012 de R$ 100.000,00(cem mil reais). No ano seguinte, em 2013, o patrimônio do cristão passou para R$ 200.000,00 (duzentos mil). Qual foi a prosperidade? Sem duvida R$ 100.000,00(cem mil reais).De acordo com a prosperidade e segundo o coração de cada um, o cristão pode doar até 100% da sua prosperidade(atos 4:34) ou se preferir de acordo com o seu coração 10%, 20% , 30% etc(Coríntios, Cap. 16, Vs. 2 ;Coríntios, Cap. 9, Vs. 7;Atos 4:34) .

    5 - Mt 5.20, deve o cristão atual exceder em muito a "justiça", dos fariseus e escribas, indo inclusive além de dizimar?
    6-devemos questionar o dízimo, ser apenas fraterno ou procurar em primeiro lugar o reino de Deus e todas as outras coisas nos serão acrescentadas(Mateus 6:33)?
    7- Melquisedeque é um pastor ou é o Cristo o filho de Deus, aquele que tem o novo sacerdócio, uma nova lei um novo dízimo, Gênesis 14 , gálatas 7 e salmo 110?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que voce não leu o livro nem este artigo

      no livro eu digo que existem 3 finalidades para as ofertas
      1-socorrer os necessitados
      2-socorrer os missionários
      3-esta belecer a verdadeira igreja.

      e o paragrafo final deste artigo,assim esta:

      Como a Igreja verdadeira vai subsistir?

      R: Com as ofertas de amor e alegria,de um coração cheio de GRAÇA,de irmãos dirigidos pelo Espírito Santo.

      eu não sou contra as ofertas,alias, na graça nossa responsabilidade é muito maior,não é mais 10% e sim 100%,mais tem que ser fruto de um coração generoso guiado pelo espirito santo.

      não temo obrigação alguma com os antigos preceitos da lei

      e voce precisa conhecer o ministério o qual sou coordenador:
      www.expressodasalvacao.com.br
      que subsiste sem cobrança de nata,só com doações voluntárias.
      é só o ano passado distribuiu mais de 100 toneladas de doações.

      Excluir
    2. esqueçam a prosperidade material e leiam as instruçoes para os doze pelegrinos sem dinheiro. cada um se reunao em suas casas com os proximos e verao a verdade mateus 10.5-15

      Excluir
    3. 3- Quem se dedica exclusivamente a pregação merece ser recompensado?
      no reino dos ceus nao no dos homens

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tua teologia é muito pobre,vc querer usar Malaquias 3:10 para defender esta mentira e vergonhoso,leia todo o livro de Malaquias
      e veja(se é que tens algum discernimento,que quem estava roubando
      os dízimos e as ofertas eram os sacerdotes.

      Preste atenção,NENHUM teólogo sério defende este golpe

      voce até hoje não entendeu a GRAÇA

      Excluir
  6. Alexandre,
    Fico feliz pelo expressodasalvacao. Continua ajudando a quem precisa. Sua obra tem Cristo como cabeça. Pela graça, você tem o dom da caridade, da fraternidade, do amor ao próximo.João 15-12 "Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo. Fazemos parte do corpo e Cristo a cabeça.Romanos 12:4-21

    1° Coríntios 12:4-31
    4-Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.
    5 E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
    6 E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.
    7 Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil.
    8 Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;
    9 E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;
    10 E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.
    11 Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.
    12 ¶ Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.
    13 Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.
    14 Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.
    15 Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo?
    16 E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo?
    17 Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato?
    18 Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.
    19 E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?
    20 Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo.
    21 E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós.
    22 Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários;
    23 E os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra.
    24 Porque os que em nós são mais nobres não têm necessidade disso, mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela;
    25 Para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros.
    26 De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.
    27 ¶ Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular.
    28 E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.
    29 Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres?
    30 Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos?
    31 Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar. Se você vai escrever um insulto obrigado tambem. Se nós lhe ofendemos, desculpe, é para o seu próprio bem. Quem sabe assim acorda antes que seja tarde demais!